quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Tudo na medida

Quando eu como um bolo muito bom, sempre fico pensando: “quem será que descobriu o bolo?” Acho que todo mundo já ficou se perguntando isso, mas é sério, quem foi o primeiro a juntar manteiga, farinha de trigo, ovo, açúcar e leite e criar aquela coisa fofa, macia e deliciosa? E depois, quem foi que pegou essa receita e disse: “falta algo, falta fermento!”

Pois é, são muitas questões. O fato é que as receitas vão se espalhando, se eternizando, evoluindo, e hoje você encontra bolo de todos os tipos, sabores, preços e tamanhos. Só uma coisa não muda: para que o bolo fique bom, tudo tem que ser feito na medida certa.

Não vou nem explicar o porquê. Quem duvidar, pode dobrar os ingredientes, reduzi-los pela metade para ver o que acontece. Vai que você descobre um tipo de bolo inédito e manda um email para mim cantando vitória? Não seria nada mal!

Mas enfim, vamos voltar ao que interessa, pois o texto de hoje nem sobre bolo é, mas sim sobre medidas. Ah, e como são relativas as medidas: eu nunca sei a quantidade exata que deve ter uma colher de chá de sal, ou uma xícara de chá de açúcar, pois tem umas que parecem uma jarra. E então, como é que fica quando sua casa tem xícaras de chá para três tamanhos de ingleses? O que fazer?



Muito simples, tenha um copo medidor! É baratinho, fácil de lavar (isto é importante) e eficaz. O que eu tenho (Nara que deu), por exemplo, serve para medir açúcar, farinha, arroz, semolina (não me pergunte o que é) e chocolate, além das tradicionais medidas em ml e xícara.

Vá por mim, se você ainda não tem um copo desses, tente adquirir, pra quem costuma cozinhar, vale a pena.

ATÉ LOGO

Devido às festividades de final de ano, ao meu trabalho no interior, ao corre-corre que serão os próximos finais de semana e, sobretudo, devido ao meu inferno astral que já começou e está longe de acabar, infelizmente, não terei como cozinhar nem postar receitas aqui até o final do ano.

Fiquem com as boas receitas de Nara, vocês estão em boas mãos.
Volto em 2011. Então, até logo!

Um comentário:

Beolina disse...

Já diria Jamie Oliver: prato salgado é experiência, prato doce é química.

Esse copinho salva muita receita mesmo, viu?

Postar um comentário

Tem lugar melhor pra bater papo do que a cozinha? =)