domingo, 25 de setembro de 2011

O incrível bolo cru e queimado ao mesmo tempo

Começou que eu tava com faniquito pra fazer alguma coisa na cozinha. E tinha que ser com chocolate. Frustrando os meus planos, só tinha Nescau em casa, nada de chocolate dos Dois Frades (é, faço propaganda gratuita =P). Decidi fazer um bolo de chocolate com uma receita bem simples do caderno de mami.

Fiz tudo certinho, juro! Tá... a manteiga não estava em temperatura ambiente, confesso. E usei uma forma nova, de teflon. Será que foi isso, gente? Me dêem uma luz, please!

Fato é que foi muito estranho. Em 30 minutos de forno, senti um cheirinho de queimado, corri pra ver se tinha derramado e nada, abri o forno pra fazer o teste do palito e a massa estava completamente molenga. Segui em frente, vai ver o cheiro é na casa da vizinha, vou deixar mais tempo... e o cheiro de queimado só aumentando, até que eu desliguei o fogo já completamente frustrada, porque estava cru! E queimado!!! Pode isso, Bial?!


Tirei a foto, porque eu não tenho vergonha na cara mesmo, e fiquei achando graça de mais uma desgraça. Mas achei que né... quando partir vai estar legal, é só tirar o queimadinho com a faca e beleza, mais uma vez feinho, mas gostoso. Rá! Quem disse que saia da forma?! Gente, tem encosto nisso, só pode! Quando saiu, juro, tava da pura cor do carvão mais preto dos carvões! Frustrante... Vontade de tacar direto no lixo! Mas eu fico achando graça...

Lembra da minha primeira receita por aqui? Era um bolo de chocolate, do caderno de mami, que não saiu da forma por nada desse mundo, mas que PELO MENOS ficou comestível! Agora eu tô acreditando que existe a Maldição do Bolo de Chocolate, e tenho medo dela.

domingo, 18 de setembro de 2011

Olha por céu, meu amor! – A Nuvem


Quem nunca teve vontade de experimentar um teco de uma nuvem bem fofinha, branquinha e com formato de... de... nuvem, que atire o primeiro algodão doce!

Eu sempre tive! Adoro ficar olhando as nuvens e passaria horas fazendo isso, não tivesse que passar estas horas com os pés bem firmes no chão olhando para coisas bem mais palpáveis que elas – tipo a tela do computador. Tsc...

E nuvem tem gosto de quê, afinal? Gelo, algodão doce? Todos esses gostos já tinham passado na minha cabeça, mas nunca tinha pensado que a fofa poderia ser salgada! Daí minha surpresa e curiosidade quando vi lá no Dedo de Moça essa receita chamada de Nuvem de Ovo. E era tão simples que imprimi mais um papelzinho pra minha caixinha.

Nuvem de Ovo (receita do Dedo de Moça, bem explicadinha AQUI)

Ingredientes:
1 ovo (clara e gema separados)
Sal a gosto
¼ xícara de queijo ralado grosso (usei queijo prato)
Pimenta a gosto

A parte mais difícil é separar a clara da gema, sem estourar a coitada e eu consegui! Acho que pela primeira vez na história!

Aí bati as claras em neve, incorporei o queijo ralado nelas, passei óleo na forma e cobri com papel manteiga. Delicadamente coloquei a nuvem, digo, as claras + queijo na forma, fiz um furinho e com muito cuidado coloquei a gema nele.

Fiz a tal duas vezes pra conseguir uma foto decente. Primeiro fiz usando o grill e depois usando só o forno por uns 12 minutos (porque queria a gema durinha) e nas duas vezes a danada ficou grudadinha para sempre no papel =/ Perdeu um pouco o charme, mas né, valeu a experiência.



Fica bem bonitinho! Depois que saiu do forno, murchou um tiquinho, mas ainda ficou “nuvem”. O gosto é de ovo com queijo né, nada de extraordinário... mas se for pra escolher, fico com o algodão, porque a doçura tem muito mais cara de nuvem. =)


terça-feira, 6 de setembro de 2011

Onde moram as receitas?


Sabe, quando começamos o blog, as receitas que eu “tinha” eram as do Maravilhoso Caderno de Receitas de Mami, e era nele que eu buscava meus primeiros desafios na beira do fogão.

Mas eu fui navegando nesse mundão da internet, pesquisando e descobrindo blogs ótimos com receitinhas que me pareciam bem possíveis para a minha pouca experiência. E daí fui anotando em papeizinhos, imprimindo em folhas de rascunho (é, uso o verso do papel que não serve mais =P)... e fui juntando todos numa caixinha bonitinha dessas de presente tamanho DVD, sabe? Tudo junto e organizado.

Mas aí a caixa não cresceu junto com a quantidade de papel e a coitada tá que quase não fecha. Agora brotam papeizinhos de receita por toda a casa. E dentro da minha bolsa. Se alguém revirar minha bolsa terá certeza que eu super sou cozinheira porque com certeza vai achar se não uma, várias receitas – que muito provavelmente nunca fiz, mas estão lá, firmes e fortes, aguardando o dia que serão promovidas à cozinha.

Como vergonha na cara tá aí pra gente ter, to aqui tentando criar coragem para organizar isso... Se eu for copiar tudo que eu já anotei num tradicional caderninho de receitas, precisarei de um de 10 matérias! O blog já funciona como um caderno virtual e altas vezes tive que recorrer a ele – porque não achei o maledito papel que a receita tava anotada – mas não vou carregar o computador pra cozinha e enfarinhá-lo todo, não é?! No meu destrambelhamento é capaz do coitado ir parar no forno!

E vocês, têm um caderninho, um tuia de papel, um arquivo no computador, uma memória boa?


Aqui as receitinhas moram abraçadinhas, quentinhas e não muito confortáveis